BEATIFICAÇÃO: Papa Francisco diz que Nhá Chica foi perspicaz testemunha da misericórdia de Cristo PDF Imprimir E-mail
O papa Francisco afirmou que a filha de escravos Francisca da Paula de Jesus, conhecida no século 19 como Nhá Chica e beatificada na cidade de Baependi, em Minas Gerais, foi uma "perspicaz testemunha" da misericórdia de Cristo.

Por meio de uma mensagem, lida na homilia pelo prefeito regional da Congregação das Causas dos Santos do Vaticano, cardeal Angelo Amato, o papa Francisco evocou o pedido de beatificação impulsionado pelo bispo da diocese da Campanha, Frei Diamantino Prata de Carvalho, e por vários fiéis.

O papa Francisco, em nome de sua "autoridade apostólica", declarou que a "venerável serva" seja chamada de "beata e sua festa realizada nos lugares e da maneira estabelecida pelo direito todos os dias 14 de junho".

O pontífice lembrou que Nhá Chica era "leiga, virgem, uma mulher de assídua oração e perspicaz testemunha da misericórdia de Cristo com os necessitados do corpo e do espírito".

Nhá Chica foi transformada em beata em cerimônia que contou com a participação de autoridades locais e do episcopado, acompanhada por cerca de 50 mil pessoas, segundo informou a prefeitura de Baependi, pequena cidade de 18.000 moradores, onde ela é venerada por fiéis de todo o país e do exterior.
AddThis Social Bookmark Button