PREVIDÊNCIA SOCIAL ITALIANA: Governo da Itália define regras para antecipar aposentadoria PDF Imprimir E-mail
Aposentadoria italianaEm reunião com sindicatos realizada em Roma, o governo italiano definiu a data para entrada em vigor do projeto que permitirá a antecipação de aposentadorias: 1º de maio de 2017.


O benefício, chamado de "Ape" (acrônimo de "anticipo pensionistico"), poderá ser pedido por contribuintes com pelo menos 63 anos de idade, ou seja, três anos e sete meses antes da aposentadoria por velhice definida pela legislação, no caso dos homens, ou dois anos e sete meses para as mulheres.   

Contudo, quem quiser a antecipação da aposentadoria sofrerá uma redução de até 5% no valor bruto pago pela Previdência Social para cada ano adiantado. Também será preciso ter pelo menos 20 anos de contribuição.   


Já as categorias tuteladas pelo governo, como desempregados que exauriram todos os benefícios sociais, deficientes e pessoas que fazem trabalhos pesados ou de risco, incluindo pedreiros e enfermeiros, terão uma "Ape" especial.   

Para aceder a esse benefício diferenciado, será preciso ter pelo menos 36 anos de contribuição, no caso das categorias de trabalho pesado e professores, e 30 anos, no caso de desempregados, deficientes ou parentes de primeiro grau que sustentam deficientes. O cidadão também precisará ter uma renda máxima de 1,35 mil euros brutos por mês, mas não haverá diminuições na aposentadoria.   

Os sindicatos italianos cobram uma redução desses pisos.   

"Acreditamos que essas barreiras, uma de 30 anos e outra de 36, foram criadas apenas para diminuir o público-alvo", disse a secretária-geral da Confederação Geral Italiana do Trabalho (Cgil), Susanna Camusso. (Ansa)

 

AddThis Social Bookmark Button