Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
POLÍTICA: Conheça a tragetória do primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni PDF Imprimir E-mail

Paolo GentiloniPrimeiro-ministro encarregado da Itália, o chanceler Paolo Gentiloni, de 62 anos, tem uma trajetória bastante discreta, apesar de passagens por cargos de destaque.


Nascido em Roma, o novo premier é membro de uma família de nobres italianos, tem formação católica, se graduou em ciências políticas e trabalhou muitos anos como jornalista. Sua vida política começou na década de 1970, quando integrou movimentos comunistas sem representação no Parlamento.

Já nos anos 1980, se aproximou do ambientalismo e dirigiu uma revista chamada “Nuova Ecologia”. Nesse mesmo período, conheceu Francesco Rutelli, prefeito de Roma entre 1993 e 2001 e de quem foi porta-voz durante seu mandato na capital italiana. Além disso, Gentiloni foi secretário de Turismo da “cidade eterna”.

Em 2001, coordenou a campanha de Rutelli para primeiro-ministro, quando o então prefeito foi derrotado pelo conservador Silvio Berlusconi. Após as eleições daquele ano, entrou para a Margherita, partido social-democrata que mais tarde seria incorporado pelo centro-esquerdista Partido Democrático (PD), liderado hoje por Matteo Renzi.

Entre 2006 e 2008, Gentiloni chefiou o Ministério das Comunicações no governo de Romano Prodi, após o que começou a se aproximar de Renzi, que iniciava sua meteórica ascensão na política italiana ao assumir a Prefeitura de Florença. Em 2013, tentou se candidatar pelo PD a prefeito de Roma, mas acabou derrotado nas primárias.

Apesar disso, se manteve próximo a Renzi e, em outubro de 2014, foi nomeado ministro das Relações Exteriores da Itália, substituindo Federica Mogherini, que assumira pouco antes a diplomacia da União Europeia. Além disso, é deputado desde 2001 e já chefiou a comissão parlamentar de vigilância sobre a RAI.

Na vida pessoal, é igualmente discreto. Vive na mansão da família com sua esposa, a arquiteta Emanuela Mauro. O casal não tem filhos. Tido como “low profile”, Gentiloni possui perfil moderado e um histórico livre de polêmicas. Não causa grande entusiasmo, mas também não provoca animosidades extremas.

“Para dizer que alguém é um cretino, usa perífrases de meia hora. É um homem cauteloso, alguns cromossomos da diplomacia são inatos a ele. Diz as coisas mais radicais da maneira mais suave possível”, conta o deputado Ermete Realacci, seu amigo de longa data.

Como primeiro-ministro, colocará à prova suas habilidades políticas, principalmente para negociar uma nova lei eleitoral com o Parlamento mais dividido da história republicana da Itália. No entanto, dadas as suas características, é pouco provável que faça sombra a qualquer um, principalmente ao aliado Renzi, que logo iniciará a corrida para voltar ao Palácio Chigi.

 

AddThis Social Bookmark Button
 
Translation by Google
Menu Principal
Principal
Colunistas - Expediente
Cantores Italianos
Catolicismo Romano
Curiosidades/Arquivo
Gramática Italiana
Geografia da Itália
Hino da Itália
Dicas Culturais
Festival di San Remo
Folclore Italiano
História da Itália
Entrevistas
Letras de Músicas
Notícias
Previdência Italiana
Receitas Italianas
Turismo na Itália
Blog do Botto
Gasparini
Botto Giuseppe Lanificio
IL BIELLESE
Enquete
Qual assunto você gostaria que fosse abordado com mais profundidade pela Rádio Italiana?
 
Pesquisar
RSS Feed