Itália criará "zona franca" em áreas afetadas por terremotos PDF Imprimir E-mail
Durante a aprovação do Documento de Economia e Finanças (DEF), o governo da Itália anunciou que as áreas da região central do país que foram fortemente atingidas por terremotos serão transformadas em “zona franca”.   


“Foi liberada no CDM [Conselho de Ministros] as zonas francas urbanas nas comunas atingidas pelo terremoto. Zero taxas e contribuições por dois anos para as atividades das empresas que darão um futuro para as áreas atingidas pelo sismo. Uma ajuda concreta a quem quer continuar a viver e a trabalhar nessas cidades extraordinárias”, disse o ministro das Políticas Agrícolas, Maurizio Martina.   


Também aprovada nesta terça-feira, uma manobra financeira de 3,4 bilhões de euros terá como um de seus pontos principais a criação de um fundo “por vários anos de valor anual de, ao menos, 1 bilhão de euros”, informou o ministro da Economia, Pier Carlo Padoan.   


De acordo com o representante da pasta econômica, esse fundo poder ser utilizado “seja para investimentos para a reconstrução seja para dar recursos para a retomada das atividades das empresas que fazem parte das áreas atingidas”.   


A área central da Itália foi duramente atingida por uma série de terremotos desde o dia 24 de agosto de 2016. Além das mortes, 299 ao todo, inúmeras cidades pequenas foram devastadas em sua economia.

AddThis Social Bookmark Button