Itália contratará mais de 50 mil professores em 2017 PDF Imprimir E-mail
Os ministérios da Educação e da Economia da Itália chegaram a um acordo para a contratação de mais 15,1 mil professores por tempo indeterminado em 2017.   


Com a liberação de 21 mil vagas devido a aposentadorias e com outras 16 mil que já estão disponíveis, o governo italiano deve oferecer contratos estáveis a 52,1 mil docentes ao longo do ano.   


“A escola merece esse reconhecimento”, afirmou a ministra da Educação do país, Valeria Fedeli. Os novos 15,1 mil postos de trabalho substituirão as vagas oferecidas anualmente a professores suplentes.   


“Isso significa investir na qualidade da formação dos docentes, colocando no centro o interesse dos estudantes, das famílias e dos professores”, acrescentou Fedeli.

AddThis Social Bookmark Button