Cidade italiana de Trieste é escolhida como a "Capital Europeia da Ciência" de 2020 PDF Imprimir E-mail

TriesteA cidade italiana de Trieste, que fica na região nordeste da Itália, foi escolhida como a "Capital Europeia da Ciência" de 2020, anunciou o presidente da Fundação Internacional Trieste, Stefano Fantoni.


O anúncio foi realizado durante uma coletiva de imprensa na sede do Centro Internacional de Física Teórica Abdus Salam, em evento que contou com a presença da presidente da região de Friúli-Venezia Giulia, Debora Serracchiani, e do prefeito da cidade, Roberto Dipiazza.

Com isso, Trieste sediará o Fórum Aberto EuroScience (Esof) de 2020, marcado entre os dias 4 e 10 de julho daquele ano. Para ser escolhida, a cidade derrotou na votação final as holandesas Leida e Haia, que sediarão juntas o Esof de 2022.

A princípio, era apenas para ser anunciada a vencedora de 2020, mas pelas candidaturas serem"impressionantes e sólidas", o comitê organizador definiu as duas sedes de uma vez.

"Nós gostaríamos de reconhecer que as cidades têm as credenciais para se tonarem a 'Cidade Europeia da Ciência' em 2020 e, respectivamente, em 2022", informou a entidade.

O Fórum é o maior encontro sobre a ciência na Europa e reúne cerca de quatro mil pesquisadores, representantes de empresas e especialistas por evento.

Criado em 2004, a ideia do encontro é se "dedicar à pesquisa científica e à inovação" e "oferecer uma oportunidade única para interação e debate entre cientistas, inovadores, personagens políticos, empresários e o público em geral".

Durante a apresentação do projeto em Estrasburgo, no último dia 29 de junho, o vice-presidente da região, Sergio Bolzonello, afirmou que Triste é um ponto de convergência "entre as áreas culturais e produtivas em nível macrorregional" com uma "vocação consolidada como local de pesquisa internacional".

AddThis Social Bookmark Button