Corpos de italianos mortos em Barcelona chegam a Roma PDF Imprimir E-mail
Os corpos dos italianos Luca Russo e Bruno Gulotta chegaram ao aeroporto de Ciampino, em Roma, em um voo fretado pela Unidade de Crise do Ministério das Relações Exteriores (Farnesina).   


Gulotta, 35 anos, e Russo, 25, estão entre as 13 pessoas que morreram no atentado terrorista ocorrido em Las Ramblas, em Barcelona, na última quinta-feira (17). Além deles, a italiana Carmen Leopardo, 80, também foi uma das vítimas fatais. Ela morava há seis décadas na Argentina.   


No aeroporto, o presidente da Itália, Sergio Mattarella, recebeu os 13 familiares das vítimas que estavam na Espanha e participou da cerimônia com os caixões dos dois italianos.   


Segundo a Farnesina, a rapidez para a liberação dos corpos foi conseguida através do trabalho de aceleração feito em uma missão à Espanha liderada pelo chanceler italiano, Angelino Alfano. Agora, os corpos dos dois passarão por uma nova autópsia no IML do hospital Policlínico Gemelli, na capital italiana, solicitada pela Procuradoria de Roma. Assim que forem liberados, Gulotta e Russo serão velados por familiares em Legnano, na Lombardia, e em Bassano del Grapa, no Vêneto, respectivamente.

AddThis Social Bookmark Button