MASP - MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO PDF Imprimir E-mail

 

ImageO Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, mais conhecido pelos paulistanos como simplesmente MASP, é o fruto de uma aventura de duas pessoas com uma visão revolucionária para sua época, apoiados por um grupo de amigos.

O MASP foi inaugurado em 2 de outubro de 1947 por Assis Chateaubriand, fundador e proprietário dos Diários e Emissoras Associados e pelo professor italiano Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte na Itália, recém chegado ao Brasil.

Uma história de alma, talento e força tornou possível a existência do MASP, cuja coleção, a maior do hemisfério sul, é das mais importantes. O feliz encontro de Assis Chateaubriand e de Pietro Maria Bardi alinhou o Brasil com os países de primeiro mundo no universo das artes.

Sorte da cidade de São Paulo, aqui um paraibano e um italiano, decidiram fundar e sediar este museu, e se, de um lado, Chateaubrind, com sua audácia, competência e obstinação, consegui atingir sua meta, de outro lado, um casal de italianos, sem filhos, adotou o MASP, legando, além de seu trabalho, a importante coleção ora exposta, digna de qualquer museu do mundo.

O Masp inicialmente instalou-se em quatro andares do edifício dos Diários Associados, adaptados por Lina Bo Bardi.

Lina Bo, arquiteta modernista italiana e esposa do professor Bardi, concebeu arquitetonicamente o prédio atual do MASP.

O terreno da Avenida Paulista havia sido doado à municipalidade com a condição de que a vista para o centro da cidade fosse mantida.

A ideia de Lina Bo foi preservar a vista exigida para o centro da cidade criando um edifício que se tornou único no mundo, mantendo o corpo principal pousado sobre quatro pilares laterais com um vão livre de 70 metros.

Construído de 1956 a 1968, a nova sede do MASP foi inaugurada em 07 de novembro de 1968 com a presença de Elizabeth II, Rainha da Inglaterra.

O MASP, entidade cultural sem fins lucrativos tem por finalidade incentivar, divulgar e amparar, por todos os meios a seu alcance, as artes de um modo geral e, em especial, as artes plásticas, visando ao desenvolvimento e, ao aprimoramento cultural do povo brasileiro.

O visitante pode apreciar no edifício da Avenida Paulista, obras da escola italiana como Rafael, Andrea Mantegna, Botticceli e Bellini.

O MASP foi criado para ser um museu dinâmico, com um perfil de centro cultural. Por isso possui espaços diferenciados para realização de exposições temporárias.

O MASP é também música, cinema e palestras. Os dois auditórios projetados por Lina Bo são um espaço múltiplo para essas atividades.

AddThis Social Bookmark Button