Música polêmica sobre ex-gay fica em 2º lugar no festival San Remo 2009 PDF Imprimir E-mail

O cantor Povia: autor e intérprete da canção polêmicaA controvertida canção "Luca era gay", cuja letra diz que o homossexualismo "se cura", como se fosse doença, rendeu a seu cantor e autor, Povia, o segundo lugar na 59ª edição do festival San Remo, vencida por Marco Carta, de 23 anos, com "La forza mia" (Minha força), conforme divulgamos em primeira mão na Rádio Italiana.

 

"Luca era gay", pôs em pé de guerra grupos de ativistas homossexuais, que poucas horas antes de começar a final se manifestaram pelo centro de San Remo para protestar pelo que chamaram de "um novo ataque 'da sociedade' contra homossexuais, lésbicas e transexuais".

 

A canção fala de um jovem, Luca, que era homossexual, mas que "'se curou' e voltou a ser normal após se casar felizmente com uma mulher".

 

O grande vitorioso Marco Carta, nascido em Cagliari, capital da ilha de Sardenha, despontou para a fama no ano passado, ao ganhar o concurso musical "Amici", organizado pelo canal de televisão privado "Canale 5", do grupo do primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

 

Carta, segundo os analistas do festival da canção italiano, conseguiu a vitória no final da noite passada graças ao voto majoritário emitido por telefone pelos jovens italianos, que acompanham sua curta, mas já vitoriosa carreira, pois seu único álbum até agora, "Ti rincontrero" ganhou um disco de platina.


A edição de 2009 do mais famoso festival da música popular italiana, foi duramente criticado pelos jovens, que disseram em uma pesquisa, que San Remo é "chato" e "cansativo"; sem grandes inovações, no entanto o descontentamento dos jovens se confronta com a audiência, que chegou a registrar mais de 14 milhões de telespectadores; um número altíssimo para os padrões italianos. 

 

Veja a letra de 'Luca era gay':

 

Luca era gay, mas agora está com ela / Luca fala com o coração na mão / Luca diz: "Sou um outro homem"

Luca diz: "Antes de contar a minha mudança sexual / Gostaria de esclarecer que creio em Deus e não me reconheço no pensamento do homem que se divide sobre este argumento / Não fui a psicólogos, psiquiatras, padres ou cientistas / Fui lá no meu passado, escavei e entendi tanta coisa sobre mim

Minha mãe me queria tão bem que este bem se transformou em obsessão / Cheia das suas convicções, eu não respirava por causa da sua atenção / Meu pai não tomava decisões e eu não era mais capaz de falar / Estava fora o dia todo para trabalhar e eu tinha a impressão de que aquilo não era verdadeiro

Mamãe pediu a separação quando eu tinha 12 anos / Eu não entendia bem / Meu pai disse que era a decisão certa, mas pouco tempo depois começou a beber / Mamãe falava mal de papai, me dizia que não se casaria mais por piedade / Das minhas amigas, tinha um ciúme doentio. Minha identidade era sempre muito confusa

Luca era gay, mas agora está com ela / Luca fala com o coração na mão / Luca diz: "Sou um outro homem"

Sou um outro homem, mas naquele momento procurava por respostas / Me envergonhava e as procurava escondido / Havia quem me dissesse "é natural" / Eu estudava Freud, não pensava igual

Depois chegou a maturidade / Mas não sabia que coisa era a felicidade / Um homem grande me fez tremer o coração / Foi ali que descobri que era homossexual

Com ele, não havia inibição em cortejar / E eu acreditava que era amor / Com ele, fui capaz de ser eu mesmo / Parecia uma competição de quem era melhor de cama

Eu me sentia culpado, primeiro, e depois o prendia / Mas se as provas desapareciam, eu o absolvia / Eu procurava nos homens quem era meu pai / E andava com os homens para não trair a minha mãe

Luca era gay, mas agora está com ela / Luca fala com o coração na mão / Luca diz: "Sou um outro homem"

Luca diz: "Por quatro anos estive com um homem por amor / Muitas vezes nos traíamos / Procurava ainda a minha verdade / Aquele grande amor para a eternidade

Em uma festa, no meio de tanta gente, conheci ela / Não se intrometia, me escutava, me despia, me entendia / Lembro apenas que, no dia seguinte, eu senti saudade

Esta é a minha história, apenas minha história / Nenhuma doença, nenhuma troça / Caro papai, te perdoei mesmo que não tenha voltado aqui / Mãe, penso em você sempre, te quero bem / Ainda tenho o seu reflexo, mas agora / Sou pai e sou um apaixonado pela única mulher que amei em toda a minha vida

 

Luca era gay, mas agora está com ela / Luca fala com o coração na mão / Luca diz: "Sou um outro homem"

AddThis Social Bookmark Button