ENOGASTRONOMIA: Itália supera a França e se torna o maior produtor de vinhos do mundo PDF Imprimir E-mail

Que tal um bom vinho? O programa da TV Globo "Bom Dia Brasil" viajou até os vinhedos do país que é o maior produtor de vinhos. Se você pensou na França, se enganou.

De norte a sul, os italianos comemoram a nova supremacia do país mediterrâneo. A Itália é o maior produtor de vinho do mundo, superando a França. A conquista histórica para quem vive dos vinhedos dependeu também da queda da produção francesa, de quase 4%. O clima, a geografia da península e o mar ajudam a dar um gosto exclusivo ao vinho italiano, como a forte tradição e ao mesmo tempo a modernização da indústria.

Segundo a Comissão Europeia, na última safra a Itália produziu quase cinco milhões de litros. Também na quantidade de tipos DOC, de origem controlada, a Itália ultrapassou a França. Os Estados Unidos, os maiores compradores do mundo, desde 2002, preferem o vinho italiano ao francês. O segundo maior mercado para os italianos está na Alemanha e a China está começando a se interessar pela bebida fermentada das uvas, que já era consumida na antiguidade.

A Itália exporta quase o dobro da França, mas fatura 20% a menos nas suas exportações e continua com o maior número de vinhedos. A Itália está estudando uma política de preços para aumentar a renda das exportações de vinho, que em 2011 chegaram a 4 bilhões de euros. A reputação dos vinhos franceses é muito boa e os italianos, que já conquistaram muito prestígio na ultima década, querem mais. Querem melhorar a qualidade, sem perder o sabor único de cada região do país. O vinho, na Itália, é um dos produtos que mais representa a identidade nacional. (O Globo)

AddThis Social Bookmark Button