Brasileiro será julgado por casos de pedofilia na Itália PDF Imprimir E-mail

Um brasileiro de 40 anos, que não teve o nome revelado, será julgado a partir do dia 22 de junho por dezenas de casos de pedofilia na Itália, informou a Arma dei Carabinieri.

O homem, que foi preso em 8 de dezembro do ano passado, aguardava o julgamento em Reggio Emilia e era investigado por uma série de denúncias pela Procuradoria de Bolonha em uma ação batizada de “Perda da Inocência”.   


O modo de atuação do homem, que sempre se vestia de mulher nos crimes, era atrair as crianças de 10 a 13 anos jogando notas de dinheiro pela janela de seu apartamento na hora da saída da escola.   


Usando uma identidade de mulher falsa, ele atraia os meninos e cometia uma série de abusos, além do sexual, que iam desde a exposição das crianças à material pornográfico até a gravação e distribuição de vídeos dos crimes sexuais nas redes sociais.   


O homem havia pedido o status de refugiado político porque dizia ser discriminado sexualmente no Brasil.   


De acordo com a nota emitida pelos policiais, o advogado do brasileiro pediu o chamado “rito abreviado” do processo, onde abre mão de apresentar as testemunhas de defesa, e pode ter até um terço da pena de condenação descontada.

AddThis Social Bookmark Button