Terremotos assustam moradores na região central da Itália PDF Imprimir E-mail

A região central da Itália voltou a registrar pequenos terremotos que assustaram os moradores nesta segunda-feira (21).

A região de Úmbria registrou um tremor de 2,9 graus de magnitude por volta das 14h51 (9h51 no horário de Brasília). O epicentro foi registrado próximo a Preci, em Perúgia, a 10km de profundida.


No entanto, o sismo foi sentido em várias cidades de diversas regiões, incluindo Norcia, Ussita e Visso, comunas duramente afetadas por terremotos em 2016. Segundo o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), o tremor de hoje foi "mais forte do que as registradas ultimamente", mas "não é alarmante".


"A atenção sobre a atividade sísmica continua alta no centro da Itália, que nos últimos meses foi afetado por tremores bem mais intensos e com consequências, infelizmente, dramáticas", diz em nota a entidade.


Outra cidade que foi destruída pelos tremores de 24 de agosto do ano passado também voltou a tremer. Arquata del Tronto, na província de Ascoli Piceno, registrou um tremor de 2,3 graus às 5h37 (00h37 na hora de Brasília). O sismo foi sentido em toda a área afetada pelos terremotos do ano passado, incluindo Amatrice, Norcia e Accumoli.


Já no norte do país, um terremoto de 2,3 graus na escala Richter, considerado de baixa intensidade, assustou os moradores da região de Florença, na Itália, na madrugada desta segunda-feira (21).


Segundo os dados apresentados pelo INGV, o tremor ocorreu às 3h36 (22h36 no horário de Brasília) com epicentro em Tavernelle Val di Pesa a uma profundidade de oito quilômetros. Apesar de durar cerca de 20 segundos, o sismo não causou danos.

AddThis Social Bookmark Button