Canal pró-Estado Islâmico ameaça atacar Vaticano no Natal PDF Imprimir E-mail

Um pôster divulgado nesta semana pela Wafa’ Media Foundation, órgão de propaganda próximo ao Estado Islâmico (EI), convoca jihadistas a realizarem atentados no Vaticano durante o Natal.   

Reproduzida pelo portal “Site”, que monitora a ação de extremistas na internet, a imagem mostra uma pessoa dentro de um automóvel em direção à praça São Pedro, local das homilias do papa Francisco. A legenda fala em “sangue natalino”.   

Essa não é a primeira vez que o EI ameaça atacar o Vaticano, coração do catolicismo e, segundo o grupo terrorista, terra dos “cruzados”. Em um vídeo divulgado em agosto passado, uma célula do Estado Islâmico nas Filipinas ameaçou o Pontífice e disse que “chegará a Roma”.   

Além disso, em novembro de 2015, pouco depois dos atentados em Paris, o EI já havia usado sua revista digital, a “Dabiq”, para prometer que hastearia sua bandeira preta no Vaticano.   

Recentemente, o chefe da Guarda Suíça, corpo militar responsável pela segurança do Papa, afirmou que “pode ser apenas uma questão de tempo para que um ataque ocorra em Roma”.   

“Para o Isis [como o grupo também é conhecido], o Vaticano é um símbolo do Ocidente ‘cruzado’. Quando líderes do Isis, como [Abu Bakr al] Baghdadi e o porta-voz [Abu Mohammed al] Adnani fazem ameaças como ‘Estamos chegando em Roma’, é normalmente uma referência implícita ao Vaticano. Assim, para o Isis, ameaçar Roma é ameaçar o cristianismo e o Ocidente”, escreveu a diretora do “Site”, Rita Katz, em seu perfil no Twitter.   

O grupo vem sofrendo recorrentes derrotas militares no Iraque e na Síria, mas seu poder de propaganda continua grande, assim como sua capacidade de influenciar elementos radicalizados nos países da Europa.  

AddThis Social Bookmark Button